Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

domingo, 27 de novembro de 2011

Chitãozinho e Adolfinho 27/11/11

Chitãozinho e Adolfinho

“Começaram gravando pela Columbia, pela qual lançaram em 1956 o rasqueado “Vois” não tem razão”, e o cateretê "O mal se paga com o bem", ambos de autoria da dupla. Em 1957 gravaram o rasqueado "Falsidade", e o cateretê "Cavalo roxo", de autoria deles mesmos.

Em 1958 foram para a Copacabana, onde gravaram no mesmo ano, a polca "Cenário da vida", de Adolfinho e o cururu "Caminho da ilusão", da dupla.
Em 1959, lançaram pela RGE, o corrido "Choro do bebê", de Adolfinho e o valseado "Apague meu nome", de Chitãozinho. A dupla dissolveu-se no fim dos anos 1950, e cada componente seguiu sua carreira.



Em 1960, Adolfinho cantou com Miltinho, com o qual gravou disco pela RGE, interpretando, de Adolfinho, a rancheira "Onde estás", e de Adolfinho e Miltinho, a polca "Coração".
Em seguida, Adolfinho apresentou-se com Tiãosito, com o qual gravou um disco pela Califórnia, cantando, de autoria da dupla, a canção rancheira "Estrada da vida", e de Adolfinho e Moreno, o cateretê "Sei que morro sem te amar", de Adolfinho e Moreno.
O componente Chitãozinho nada tem a ver com o Chitãozinho da dupla Chitãozinho e Xororó, mas o Miltinho é o goiano Hilton Rodrigues dos Santos, o Miltinho Rodrigues da respeitada e saudosa dupla Tibagi e Miltinho. Temos algumas músicas com Chitãozinho e Miltinho; em breve postaremos aqui.
O Chitãozinho também gravou um LP com o Serra Negra; mas ainda estão faltando alguns dados para que possamos postar. Quem puder nos enviar, nos agradecemos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário