Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

sábado, 12 de novembro de 2011

Chrysian e Ralf 12/11/11

Chrystian & Ralf
 Em 1973, assistir à novela das oito já era moda, e milhões de brasileiros interrompiam o jantar para ficar de olhos grudados na televisão.
Quando Tarcísio Meira aparecia nas cenas românticas de Cavalo de Aço ao lado de Glória Menezes, uma canção em inglês servia de fundo para os diálogos: Dont Say Goodbye.
A música ficou 19 semanas em 1.º lugar nas paradas, e era presença obrigatória nos bailinhos da época, embalando milhares de namoricos.
Mas, apesar desse enorme sucesso, Chrystian ainda passava dificuldades na casa humilde da Vila Gustavo em São Paulo. Ele se via obrigado a cantar em inglês por modismo das gravadoras. No início, ele aparecia quase como um cantor fantasma, já que na capa de seu disco de estréia, em vez de sua própria foto, vinha o rosto de um modelo.


Também não podia aparecer na televisão para que não soubessem que se tratava de um cantor brasileiro!
Chrystian gravou 14 temas de novela, entre eles: ‘Tears’, ‘More than you know’, ‘Everywhere’, ‘Lies’, ‘Emotions in my heart’, ‘Shadows’.
Ralf iniciou sua carreira com apenas 9 anos de idade, tornando-se o mais jovem vocalista do Brasil, gravando profissionalmente em inglês e português como solista e vocalista, participando de discos e turnês de artistas consagrados da música brasileira, como Rita Lee, Roberto Carlos, Fábio Jr., entre outros. Fazia vocais para 16 gravadoras e selos.
No Brasil e no exterior, gravava sob diversos pseudônimos: Don Elliot, Ralff, Little Robinson, entre outros. Ganhou um disco de ouro no México e conquistou as paradas da Europa com a música Lies.
No início dos anos 80, Chrystian e Ralf decidiram gravar a música sertaneja, e como já tinham certo nome, podiam agora exigir isso das gravadoras.
O primeiro disco, gravado em 1982 e só lançado em 83, chegava ao mercado apenas com regravações para mostrar que eles conheciam a música sertaneja.
Enquanto a maioria dos sertanejos gravava em quatro canais, eles atacaram com dezesseis, além de inovarem com outros instrumentos.
Quebradas da noite lançado pela RGE, arrebentou no país inteiro, alcançando o 1.º disco de ouro.
Em 1985, gravaram a música Amargurado, ao lado de Tião Carreiro, uma homenagem marcante ao maior violeiro do país.
No ano seguinte, em 1986, na gravadora Chantecher, lançaram o 4.º disco; a música Chora peito lhes deu o primeiro disco de platina, um grande sucesso responsável também pela participação da dupla no especial de fim de ano de Roberto Carlos, levando a música sertaneja para o horário nobre.
Foram os primeiros a lançar, em 1988, uma música country como tema de uma novela: Saudade (novela Pacto de Sangue, TV Globo).
Também foram os primeiros artistas a lançar um CD sertanejo no mercado brasileiro (a coletânea Convite para ouvir Chrystian & Ralf, RGE /1988). No mesmo ano, ganharam o Prêmio Sharp como melhor dupla sertaneja e fizeram uma temporada de shows pelos EUA, sendo assistidos por mais de 60 mil pessoas. O sucesso foi tão grande que voltaram no ano seguinte para uma nova turnê.
Em 1991, Chrystian & Ralf foram contratados pela gravadora BMG Aréola.
O presidente da área artística, na época Manolo Camero, afirmou que não estava contratando apenas uma dupla sertaneja, mas sim artistas capazes de gravar o que bem entendessem.
A cada novo trabalho, o nível das vocalizações de Chrystian & Ralf ficavam ainda melhores; as vozes fluíam mais soltas e as harmonias brotavam com maior entrosamento.
Para comemorar os 10 anos de carreira, em 1993, a dupla convidou a atriz Marília Pêra para dirigir o show Viajante da Canção que percorreu o país mostrando que eles são mais que cantores sertanejos; afinal, cantar Nessun Dorma de Turandot, não é para qualquer um!
No repertório, eles cantavam de uma ária de ópera a músicas de Elis Regina e Dalva de Oliveira.
No disco Sozinho em Nova York, em 1996, gravaram ao lado de Agnaldo Rayol a música Minha Gioconda, tema da novela O Rei do Gado (TV Globo).
O sucesso desta música os levou para a Itália onde gravaram um clip. Em Portugal, a música também conseguiu êxito; os cantores chegaram a divulgar a música por lá e ganhou uma comenda da ONU, prêmio concedido às pessoas que atuam na preservação da lembrança das atividades da Força de Paz das Nações Unidas e da Força Expedicionária Brasileira (FEB).
A medalha foi entregue pela embaixada da Itália. Além disso, Ralf mostrou que tem talento também para fazer capas de discos! A capa do CD produzida por ele foi indicada para o prêmio Excelência Gráfica em toda a América Latina.
A dupla lançou, em 1998, o CD Acústico, reunindo alguns dos maiores sucessos reinterpretados com maestria. Os arranjos são ousados, luxuosos.
Um sintetizador Mini Moog, dos anos 70, um legítimo órgão Hammond B3, fabricado em 1962, e um cravo, dão uma cor especial ao trabalho da dupla.
Um disco que bebe na fonte do rock, do pop, do soul, rhythm & blues, country e da MPB.
A gravação foi ao vivo no Teatro Mars, em São Paulo, em 90 canais digitais, acompanhada por uma banda de seis músicos. Além do CD, foi lançado um home vídeo do show, relançado recentemente em DVD.
Em outubro de 1999, lançaram o CD Estação Paraíso; ao contrário do anterior, que demorou cerca de seis meses para ser finalizado, este ficou pronto em apenas 3 semanas. Junto com Reinaldo Barriga, a dupla foi responsável pelos arranjos de todas as canções e surpreenderam mais uma vez pela qualidade.
Dois meses após o lançamento, a notícia da separação da dupla abalou os fãs e o meio artístico. A convivência dentro e fora dos palcos estava desgastada. Ambos decidiram seguir carreiras solo. Chrystian lançou o CD Beijo Final, pela gravadora BMG.
Em dezembro de 2000, Ralf lançou Solo Italiano com regravações de grandes sucessos da música sertaneja interpretados na língua italiana.
Em maio de 2001, os irmãos se reencontraram após dois anos e, meses depois, oficializaram a volta da parceria, emocionando o público com a decisão.
Selando definitivamente à volta, eles lançaram o CD De volta, 15.º da carreira, pela gravadora (Abril Music), produzido pela dupla e por César Augusto.
Os irmãos lançaram, em 2002, o CD Viajando pelo Brasil, com regravações de sucessos da música sertaneja da década de 80. Mais um disco de padrão artístico e técnico elevado. Entre as regravações: Telefone mudo, gravada pelo Trio Parada Dura, Tribunal do amor e Vestido de seda, gravadas respectivamente por Milionário & José Rico e Teodoro & Sampaio.
Em 2005, a dupla Chrystian & Ralf lançou um audacioso projeto antipirataria desenvolvido e aprimorado por Ralf durante dois anos.
Um novo formato para a gravação de CDs e DVDs, o SMD (Semi Metalic Disc), que reduz consideravelmente o preço final do disco para o consumidor, e que conta com o apoio dos Ministérios da Cultura e da Ciência e Tecnologia.
Raras foram às vezes em que pudemos ver um artista buscando soluções e se posicionando com tanta seriedade e consciência sobre o grave problema da pirataria como Ralf fez.
O primeiro disco da dupla foi lançado neste novo formato, que promete grandes mudanças no mercado fonográfico brasileiro.
Chrystian & Ralf não formam apenas a parceria tecnicamente mais perfeita do país. Quebrando barreiras, surpreendendo, eles mudam a ordem preestabelecida das coisas, com a autoridade dos que sabem onde querem chegar.
Por isso eles são Chrystian & Ralf...

Nenhum comentário:

Postar um comentário