Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

terça-feira, 19 de junho de 2012

Biguá e Souza e Monteiro 19/06/12

Biguá e Souza e Monteiro –
José Ângelo de Campos, o Biguá, nasceu em 1930, na cidade de Paraguaçu Paulista. Dedicou toda a sua vida ao rádio. Iniciou na PRP - Rádio Propaganda de Paraguaçu, atuando como declamador e apresentador de programa sertanejo. Em 1947 mudou-se para São Paulo. Em 1949 começou a apresentar "Na Serra da Mantiqueira", na Rádio Bandeirantes, programa criado pelos Irmãos Mota, que o dirigiram até o Comendador Biguá assumi-lo e transformá-lo em líder de audiência. Atuou em circos, tendo viajado durante cinco anos com o circo "Oni", da família Stuart. Trabalhou ainda nas Rádios Tupi e Cultura. 


Em 1954, a toada "Capelinha de Chico Mineiro", de sua autoria e Teddy Vieira, foram gravados por Zico e Zeca. Em 1955, a mesma dupla Zico e Zeca gravaram o cateretê "Desprezo", de sua autoria e Priminho. No mesmo ano, Souza e Monteiro gravaram "Amor passageiro", valsa também da parceria com Teddy Vieira. Ainda podemos destacar outras composições de Biguá, tais como: Amor Passageiro, Velha Querência, Se os Animais Falassem. Etc. Percebam que, desde aquela época, os compositores já eram deixados de lado, ou para trás. No máximo ocupavam a contra - capa, Quem tiver mais algum dado sobre o Biguá, fotos, por exemplo, ficaremos grátis se nos enviar.
Souza e Monteiro
Geraldo Braz de Souza nasceu em Igarapava-SP no dia 07/10/1924 e faleceu em 1994. Francisco Monteiro dos Santos nasceu em Taubaté-SP no dia 19/12/1930 e faleceu no dia 05/12/1959, poucos dias antes de completar 29 anos, vítima de um acidente com a Kombi na qual viajava, na estrada Marília-Londrina, no Interior do Paraná, onde eles iriam se apresentar (na Kombi faleceram seis pessoas, nesse acidente, sendo que o Souza escapou porque já havia chegado antes a Londrina-PR).
No início dos anos 50, existiam em Taubaté duas duplas: “Artilheiro e Fumaça” e “Patativa e Pintassilgo”. Em 1952, influenciados pelo compositor Anacleto Rosas Jr., que morava em Taubaté, as duplas foram desfeitas; o Patativa formou dupla com o Fumaça, adotando algum tempo depois o nome Souza e Monteiro, seus respectivos sobrenomes.
Após a morte de Monteiro, Souza formou dupla com outro companheiro, preservando o nome de “Souza e Monteiro”, mas gravou apenas mais um 78 rpm em 1962. No total, foram 13 discos 78 rpm, 12 com o primeiro Monteiro e apenas 1 com o segundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário