Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

João Renes e Reny 18/06/12

João Renes e Reny
Quarta-feira, 13 de abril de 2011.
João Renes e Reny estão de volta após 14 anos de afastamento. João Renes Moreira, mais conhecido por João Renes é parceiro de Donizete de Oliveira Silveira, o Reny.
Em 1991, a música "Multidão", da cantora e compositora Cristiane (dupla Cleiton e Cristiane) foi gravada em disco Copacabana pela dupla, João Renes e Reny.
CURIOSIDADES
O Arranjador: maestro Pinocchio
Um dos primeiros arranjos do acordeonista, maestro Pinocchio foi um grande sucesso com uma dupla desconhecida que após o sucesso passaram a ser referência nacional. A dupla chamava-se “JOAO João Renis e Reny” com a música “AUSÊNCIA” com um arranjo totalmente moderno de guitarras e cordas.
"Estrela Maior"


Em 2007, aproveitando o nome na mídia, curiosamente, João Renes passou pelos órgãos de imprensa que divulgaram o golpe, para divulgar seu novo CD — "Estrela Maior". "Fazemos um sertanejo romântico, de mensagens sociais e de fé também e estamos entrando agora na onda do sertanejo universitário", divulgou. Neste CD, João Renes diz que foram gravadas 10 músicas sendo cinco inéditas e cinco regravações. A música de trabalho é a que dá nome ao disco "Estrela Maior", de autoria de João Reny e Reges Antônio. Ainda entre as músicas estão "Show de Deus", "Segura na Mão de Deus”, "Garoto Abandonado", "Foi Deus que Fez Você", "Rosas e Versos", "Gatora Manhosa", "Adeus Solidão" e "Caminhos do Sol". Entre os cantores regravados estão Gino e Geno, Ataíde e Alexandre, Amelinha, Carmem Sílvia e Zizi Possi. Contatos para show: (34) 9168 - 2501.
O site da dupla é http://www.joaorenesereny.com.br/

Larissa e Matheus
Um pouco da Histórico da dupla: “Larissa e Matheus” Os irmãos e dupla de música sertaneja Larissa (17 anos) e Matheus (16 anos) , começaram a cantar com 7 e 6 anos de idade com apoio do pai que sempre os incentivou.
No início da carreira se apresentavam em festas de aniversários e shows pela cidade.
A dupla faz aulas de canto e de instrumentos como teclado,violão, e viola . A música de viola raiz continua fazendo parte da carreira da dupla. Acham importante aprendizado com músicos, violeiros, compositores , conhecedores da música sertaneja da cidade e da região.
Todos os domingos têm presença confirmada no CTS (centro tradições sertanejas) onde cantam musicas raiz e modas de viola
.Shows Musicais em São Carlos:e região Festa do clima,Festa do milho ,Festa da laranja com açucar ,Araci em festa ,Arraia do santa felícia ,Festa junina do São Carlos Country clube , festa junina da Unicep ,Festa junina do colégio anglo , Colégio La Salle e muitas outras apresentações ..
Larissa e Matheus tem se apresentado frequentemente na cidade de São Carlos e região como Brotas, Descalvado, Ibaté
, Shows de rádios como DBC FM ,CLUB FM e Programas de televisão como Nossa Viola e Caminhos da Roça os tornaram conhecidos como artistas . "Estamos no começo da carreira e sabemos que vamos encontrar muitos obstáculos. Mas se Deus quiser iremos alcançar nossos objetivos.”
Reconhecimentos:
Em 2009, participaram do festival Viola de todos os cantos e foram reconhecidos como destaque. Participou também do festival Violeira Rose Abrão da cidade de Barretos.
E agora no ano de 2012 eles estão caminhando para a gravação do seu primeiro CD.
a dupla dedica grande parte do seu tempo para a música, além dos estudos.
Para conhecer o trabalho de Larissa e Matheus, acesse o site "www.youtube.com" e digite “Larissa e Matheus”.

Tunico da Viola e Cumpadre Lino
Antonio Queiroz (Tunico da Viola), nasceu em São José do Rio Preto (SP) em 27/01/1953. Só nasceu por lá, mas foi criado na cidade de SP, veio do interior com 08 meses de idade, como ele mesmo diz, "sua mãe deve ter enterrado seu umbigo num pé de porteira", de tão apaixonado que é, por toda cultura "caipira". Cresceu ouvindo Moda de Viola, na década de 60, seu apelido Tunico foi colocado por seus pais, em razão da dupla Tonico e Tinoco, o Tu com "u" foi adaptado pelo próprio.
Eulino Xavier (Cumpadre Lino), nasceu em Alto Paraná(PR) em 24/03/1954. como ele mesmo diz um "pé vermeio" que segundo ele deve ter nascido debaixo de um pé de café, tal a ligação com a vida Rural, veio para São Paulo com 10 anos de idade, sempre ouvindo Moda de Viola nos rádios.
No inicio dos anos 70, se conheceram, além da amizade que já dura mais de 40 anos, são cunhados e compadres na vida real. Um dia descobriram que o gosto musical era idêntico, freqüentavam rodeios e rodas de viola, nos arredores da Capital, de tanto que apreciavam esse gênero musical, foram aconselhados a dividir essa preferência com mais pessoas, pois já possuíam a essas alturas, um bom acervo, em maio de 2002 iniciaram um programa de Moda de Viola, numa emissora comunitária, e para espanto da dupla de apresentadores recebiam dezenas de ligações, solicitando músicas e com a participação de muitos adolescentes, o programa era de segunda à sexta das 19 às 21:00 h, provando que estavam no caminho certo.

Eurico Araújo
Nome artístico: Eurico Araújo compositor autor de todas as obras!
nascido no dia 24/07/1972 em : Alvorada do Sul no estado do Paraná.
Em 1995 iniciou-se um sonho, o sonho de ser cantor, esse sonho despertou quando Eurico araújo aprendeu a fazer segunda vóz para formar uma dúpla sertaneja, nesse mesmo ano essa dúpla com o nome de Érick & Everton, ganhou vários festivais de calouros! E em seguida em 1.995 foram se apresentar no Programa do Raul Giul. No ano de 1996 a dúpla participou de outro festival de calouros, em São Paulo, Pirituba, e mais uma vez, ganhou o Festival em 1ª lugar, e o calouro que ficasse em primeiro lugar, ganharia o direito de se apresentar, no programa Raul Gil, e mais uma vez fomos se apresentar no Programa do Raul Gil em 1996.
No ano seguinte a dúpla se separou e o Érick, hoje Eurico araújo, formou várias dúplas no decorrer dos anos,mais nenhuma das dúplas se firmaram.
Em 2.002, o cantor * Eurico Araújo * resolveu fazer carreira solo, quando participou deu um novo festival de música, na cidade de Arapongas no Paraná, e tambem ganhou em 1ª lugar! Mais não levou o prêmio, que seria uma gravação de um CD, com o produtor Pinóchio, e uma passagem de avião para Recife, com direito de um acompanhante. Mais o prêmio não foi entregue.
Na necessidade de arrumar músicas para gravar seu próprio trabalho, o cantor
* Eurico Araújo * resolveu compor suas próprias canções, virou então compositor e montou seu próprio repertório.
Viajou para São Paulo no ano de 2.008 e formou uma nova dúpla, e tambem não deu certo. No mesmo ano, * Eurico Araújo * viajou para Fortaleza, e lá gravou seu primeiro trabalho no ano de 2.010
E hoje o CD Deu namoro, já está estourando em todas a rádios do Brasil.
Filho do Sr. José Araújo e dona Juraci,
O Cantor * Eurico Araújo * nasceu numa fazenda no interior do Paraná, em meio a plantação, onde seu José, trabalhava na roça, no cabo de uma enchada, para tratar de 12 filhos, entre eles o cantor
* Eurico Araújo *Contatos: Email: eurico-araujo@hotmail.com twitter.com/euricoaraujo

Jose Mauro e Polyana
Os irmãos uberlandenses, José Mauro de 14 anos e Polyana de 20 anos, começaram a trilhar muito cedo o caminho musical. José Mauro com apenas 5 anos e Polyana com 8 anos. Ele canta e toca viola caipira, violão, guitarra, ela canta e acompanha o irmão ao violão. Os dois jovens participaram de 2005 a 2008 da Orquestra Infanto-Juvenil de Viola Caipira de Uberlândia, que ainda conta com a experiência na direção musical e arranjos, do maestro BIRA. Além disso, fizeram várias aparições em TVs regionais e no estado de São Paulo. Fizeram shows de formatura e seminários em universidades (UFU-MG, UNIMINAS-MG, ULBRA-GO.).
No final do ano de 2007 a dupla lançou seu primeiro trabalho de música raiz, “Viola na Cachola”, quando José Mauro, com apenas 11 anos, solfejava melodias em 1ª voz. Hoje devido à mudança de voz de José Mauro, a dupla inverteu o dueto sendo José Mauro 2ª voz e Polyana 1ª voz e parte do repertório que era então de música raiz, hoje também toma o segmento universitário. A dupla destacou-se no ano de 2010 sendo premiada na categoria Dupla Revelação do Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira. O violeiro José Mauro destacou-se ainda, no mesmo ano, recebendo um segundo prêmio na categoria Revelação Instrumental de Viola. Além disso, em 2010, José Mauro foi um dos 24 artistas selecionados a participar do Festival Nacional Voa Viola. Por meio de votações populares, José Mauro foi escolhido para tocar no Teatro Santa Isabel, em Recife (PE), onde teve a oportunidade de dividir o palco com grandes nomes da viola: Pereira da Viola, Adelmo Arcoverde, Roberto Côrrea, Daniel de Paula, Wilson Dias e Passoca.
A dupla tem se desdobrado para conciliar estudos e música, honrando seus compromissos e participações em diversos shows. Este trabalho visa buscar integração entre Dupla e Público, valorização da cultura raiz e tendências musicais. Em novembro de 2010 a dupla entrou mais uma vez para os estúdios a fim de gravar o 2° CD. O trabalho que recebeu o nome ‘Nóis mistura tudo’ retrata o novo segmento musical da dupla, as mudanças ocorridas no decorrer da carreira e o amadurecimento de ambos.

Xavante e Caiapó

A dupla Xavante e Caiapó, é formada por veteranos da música sertaneja, tanto Xavante quanto Caiapó tem longo histórico e experiência no ramo, hoje estão com a agenda dividida entre Shows públicos, apresentações em programas de rádio e TV, e gravações em estúdio, atendendo a convites de amigos e parceiros da música sertaneja.

Xavante:

Nasceu o interior do Estado de Săo Paulo, na cidade de Curumbatai.
Sua primeira dupla foi "Xavante e Xavier". 0s dois cantaram juntos por mais de 20 anos, fizeram grande sucesso, participaram de varios programas de rádio e TV, em São Paulo permaneceram por mais de 18 anos com um propgrama na rádio América, até que por questões pessoais de Xavier a dupla encerrou atividades, a próxima dupla seria com Caiapó.
Caiapó:
Nasceu no interior do Estado de São Paulo, na cidade de José Bonifácio.
Sua primeira dupla foi "Mulatinho e Branquinho" na ocasião Caiapó era Branquinho, a dupla não seguiu por questões de trabalho de Branquinho que não tinha disponibilidade de viajar.
O irmão de Caiapó de nome Cacique, da dupla "Cacique e Pagé", conhecia Xavante e o apresentou, sugerindo a dupla e que o irmão adotasse o nome de "Caiapó".

Xavante e Caiapó, o inicio:

No ano de 1989 iniciou-se a dupla "Xavante e Caiapó", com uma grande turne pelo Mato Grosso e Rondônia.
Mas no ano de 90 a dupla interrompeu as atividades, pois Caiapó socorreu seu irmão Cacique, que por motivos de saúde ficou sem seu parceiro Pagé, da dupla "Cacique e Pagé", assim Xavante se dedicou a outras atividades, trazendo mais de 10 anos de saudades aos fans, até seu retorno no ano de 2003.
Enquato isso Caiapó, que não precisava mais substituir Pagé, ingressou nova dupla com outro irmão "Caue", mas desta vez quem não podia viajar era Caue, e a dupla não continuou, tentou novos parceiros, mas parceria é como casamento, se não se entendem é melhor separar, até que reencontrou Xavante.

Xavante e Caiapó, o retorno:

Em 2003, os caminhos de Xavante e Caiapó se cruzaram e a dupla retornou, afinal sempre se deram bem e a dupla tinha esse entendimento pela boa experiencia da turne em Mato Grosso e Roraima, logo assinaram contrato com a gravadora Tocantins.
O primeiro trabalho gravado por Xavante e Caiapó, pela Tocantins,foi uma participação, no "CD de Ouro da Tocantins, com as músicas "Torre Gêmeas" estilo cururu e "A botina do mineiro" estilo pagode, ambas de autoria de Xavante e Caiapó.
Em seguida participaram do CD "Cleber na TV Aparecida", também pela gravadora Tocantins, desta vez com a música "Acerto final" de estilo querumana, de autoria da dupla, um dos seus grandes sucessos.
Em junho de 2008 gravaram seu primeiro CD com 15 músicas de autoria de Xavante e Caiapó e amigos, com titulo "Acerto final", este trabalho obteve grande repercussão na mídia, resultado que deixa a dupla agradecida e feliz.
O segundo CD de Xavante e Caiapó em junho de 2009, "Rancho de palha" trás 17 novas composições próprias e de autores consagrados da elite sertaneja como Praense, Toni Gomide, Chicão Pereira, Adão da viola, e mais muitos amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário