Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Flor da Serra e Pinheiral 31/05/13

Flor da Serra e Pinheiral
 Dupla sertaneja formada por Valdemar Banhos, o Flor da Serra (Alfenas - MG/1934), e Gumercindo Nogueira Galvão, o Pinheiral (Ipuiúna - MG/1934-Poços de Caldas-MG/1994).
A dupla encaminhou-se para a profissionalização e 1958, por ocasião das eliminatórias do torneio Roda de Violeiros, na Rádio Cultura de Poços de Caldas MG estreando em disco em 1960, na Chantecler, com "Drama da vida" (Flor da Serra e Benedito Seviero) e "Sabiá graúna" (Pinheiral e Moreno).
No ano seguinte, a dupla lançou pela mesma gravadora "Abraçando a taça" (Flor da Serra e José Russo) e "Relógio velho" (Pinheiral e Paladino), cantando então na Rádio Nacional de São Paulo SP.


Seu primeiro LP, de 1962, sempre pela Chantecler, incluia "Bênção de mãe" (Flor da Serra), "Quinze de novembro" (Pinheiral e Biguá), "Rodeio de Patos de Minas" (Teddy Vieira e Pinheiral) e a regravação de "Drama da vida", seu grande sucesso em 78 rpm. Nesse mesmo ano a dupla lançou um segundo LP, no qual se destacava, além da regravação de "Relógio velho", "Eterno apaixonado" (Mário Borges e Borandi).
Em 1967 alcançou sucesso com novo LP, incluindo "Está na cara" (Augusto Toscano e Flor da Serra), que deu título ao disco, e ainda "Viver de saudade" (Flor da Serra), "O circo chegou" (Augusto Toscano) e "Triângulo amoroso" (Jorge Paulo e Nilo).
Além da Rádio Nacional, de São Paulo, a dupla atuou na Rádio Record e na Nove de Julho, apresentando-se ainda no programa Canta Viola, na TV Record, de São Paulo, e também nas TVs Tupi e Bandeirantes.
A dupla separou-se em 1972, após a gravação do LP Amor de estudante, pela Polygram.
Em 1976 Flor da Serra gravou o LP Mineiro do pé quente, em dupla com Belmiro, destacando-se a faixa- título de Lourival dos Santos e Tião Carreiro. Formando outra dupla com Santarém, Flor da Serra gravou em 1976 um LP com Franca de boiadeiro (Flor da Serra e Dorival), Quarto de pensão (Flor da Serra e Benedito Seviero) e Guarda-roupa vazio (Flor da Serra) e, em 1982, o LP Flor da Serra e Santarém, com destaque para a música Maldito divórcio (Flor da Serra e Jean de Carvalho).
Flor da Serra continuou sua carreira como compositor — fornecendo músicas para várias duplas —, cantor, repentista e apresentador da dupla Tião Carreiro e Pardinho. Foi produtor musical do programa Rincão brasileiro, da TV Bandeirantes, de 1983 a 1988.
Fonte: www.dicionariompb.com.br

Carlos Leite e Mirai
Carlos José Leite, o Carlos Leite, é natural de Poços de Caldas-MG, onde nasceu no dia 18/03/1969. José Marcus Pinto dos Santos, o Miraí, é natural de Santo Antônio do Amparo-MG, onde nasceu, no dia 25/04/1955.
A Dupla foi formada no mês de Janeiro de 2005, quando Carlos Leite havia desfeito a Dupla "Carlos Leite e Amauri", com a qual havia gravado um disco (O CD "Viola e Sertão").
Como já conhecia o talento de José Marcus, Carlos Leite convidou-o para formar a nova Dupla: "Carlos Leite e Miraí".
Contando com o apoio de diversos amigos, a Dupla começou as apresentações, de início, no Hipermercado San Michell, em Poços de Caldas-MG, cidade onde eles moram.
Mais tarde, a Dupla começou a se apresentar em Santa Rita Do Passa Quatro-SP (através do amigo Adão Nildo) e em Monte Alto-SP (no aniversário da cidade).
Entre 2005 e 2008, a Dupla se apresentou em diversos lugares, dentre eles, a Festa "Uai", que é uma festa tradicional de Poços de Caldas-MG, a Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos-SP, além da "Queima do Alho" e "Pau do Fuxico" (a convite do Sr: Paulo Ortalhi do Clube "Os Independentes"), também em Barretos-SP; em Machado-MG, na Casa da Cultura (por três vezes); e também em Douradinho-MG, a convite do Sr. José Caixeta e do Prefeito Municipal.
"Carlos Leite e Miraí" também se apresentaram em diversas cidades do Estado de São Paulo tais como Campinas-SP, Americana-SP e Limeira-SP, além de cidades mineiras tais como Bandeira do Sul-MG e Andradas-MG.
A jovem Dupla também foi finalista no Terceiro Festival "Viola de Todos os Cantos", promovido pela Globo/EPTV, com a Moda de Viola "A Moda de Hoje" (Sérgio Mello - Evandro de Oliveira) (5ª faixa do CD "Do Jeito Que O Caipira Gosta - Vol. 1"), além de ter sido classificada no Quarto Festival, com a Querumana "Caipirão" (Tony Brasil - Rafael Corte - Carlos Leite) (2ª faixa do CD "Do Jeito Que O Caipira Gosta - Vol. 1").
A Dupla "Carlos Leite e Miraí" também tem participado de diversos programas de TV, sempre divulgando a cidade de Poços de Caldas-MG. Dentre eles, "Terra da Padroeira" (TV Aparecida), "Caminhos da Roça" (na Globo/EPTV, apresentado pelo Mazinho Quevedo), e também o excelente Programa Viola Minha Viola (que vai ao ar pela TV Cultura de São Paulo-SP, apresentado pela "Madrinha" Inezita Barroso) (no dia 17/08/2008.
Quero aqui destacar o primeiro CD da Dupla "Carlos Leite e Miraí", intitulado "Do Jeito Que O Caipira Gosta - Vol. 1", tendo em seu Repertório belíssimas Composições Musicais de diversos ritmos tais como Querumana, Pagode, Cateretê, Moda de Viola, Cururu, Vanerão e Guarânia.
Destaque para o Cururu "Terra Prometida" (Zé Mulato - Cassiano), a Querumana "Caipirão" (Tony Brasil - Rafael Corte - Carlos Leite), o Cururu "Defensor da Natureza" (Valdir do Valle - Zé Monteiro), a Moda de Viola "A Moda de Hoje" (Evandro de Oliveira - Sérgio Mello), o Cateretê "Cartucheira Pancho Villa" (Maurício Felipe - Carlos Leite), a Querumana "Caipira na Cidade" (Tony Brasil - Carlos Leite) e a Moda de Viola "Milagre do Porta-Malas" (Valdomiro Vaz de Oliveira), com uma Estória muito bonita 

Quatro das faixas do CD "Do Jeito Que O Caipira Gosta - Vol. 1" são de autoria do Compositor Tony Brasil  de Machado - MG, de acordo com nota no jornal Folha Machadense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário